Panna cotta com suco de uva

A “panna cotta” é uma clássica sobremesa italiana para todas as ocasiões. Pode ser servida com vários tipos de acompanhamentos, com redução de frutas (uva, ameixa, pêssego, morango e outras frutas vermelhas), molho caramelo, chocolate (abaixo duas opções).  Fiz com redução de suco de uva preta, super perfumada. Quando é tempo de uva faço o suco e depois congelo para ter sempre disponível, acho que é a melhor combinação possível para a panna cotta.

dav

Ingredientes
500 ml de creme de leite fresco
100 ml de leite
100g açúcar
10 g de gelatina em folha
1 colherinha de essência de baunilha

Preparo
Coloque as folhas de gelatina na água fria para amolecer por 10-15 minutos.
Aqueça o creme de leite, o leite e o açúcar.
Retire as folhas de gelatina da água fria e escorra-as bem.
Junte ao creme mexendo bem para ficar homogêneo e dissolver tudo, não deixe ferver!
Agora coe diretamente nas forminhas individuais ou numa refratária a gosto.
Deixe na geladeira por 3 a 4 horas.
Vire para servir ou sirva na própria forminha.

Redução de suco de uva
200g de suco de uva integral
100g açúcar
Leve ao fogo até ficar denso, deixe esfriar e sirva sobre a panna cotta.

Molho de chocolate
150g de chocolate amargo em gotas ou picadinho
100g creme de leite fresco
Aqueça o creme de leite, tire do fogo e junte o chocolate.
Espere um ou dois minutos e depois misture bem até ficar cremoso e denso.

 

Pubblicato in doces/dolci, frutas, geleias, Senza categoria, sobremesas | Contrassegnato , , , , | Lascia un commento

Torta de escarola, azeitonas e uva passa

Escarola, espinafre, chicórea, ou outra verdura verde de folha, mesmo com o sabor levemente amargo fica adocicada nesta receita. Sem uso de laticínios ou ovos no recheio, é uma preparação muito mediterrânea, típica do sul da Itália. A torta fica baixinha, é muito saborosa mesmo fria. A uva passa combina muito com a azeitona (sabedoria antiga), e as folhas meio amargas, muito usado para lanches ou jantar rápido.

escarolaprontabis

Ingredientes
Massa
500g de farinha de trigo
250g de manteiga
3 gemas
1 colherinha de sal
1 colherinha de açúcar
Recheio
1 kg de escarola ou chicória típica italiana
2 dentes de alho
3 colheres de azeite
1 xícara de azeitonas sem caroço
½ xícara de uva passa
sal e pimenta preta.

escarolaforma

Preparo
Massa:
Junte a manteiga e a farinha, depois as gemas, o sal e o açúcar (trabalhe com as mãos), primeiro fica como uma farofa e aos poucos forma uma massa homogênea.
Deixe descansar meia hora na geladeira enrolada em papel filme. Divida em duas partes. Uma parte para forrar a forma e uma menor para cobri-la.

Recheio:
Lave as folhas de escarola e corte-as em tirinhas bem fininhas.
Aqueça o azeite, junte os dentes de alho até fritar bem, depois elimine-os.
Junte a escarola e deixe refogar (sem tampa para não formar água) por 5 minutos.
Ponha o sal e a pimenta preta.
Deixe esfriar.
Forre uma forma com uma parte da massa e coloque a escarola refogada (cuidado para que não tenha líquido!), espalhe as azeitonas e as passas.
Cubra ou decore com retalhos de massa.
Leve assar por 40-45 minutos a 180 graus.

escarolacrua

Pubblicato in arqueologia culinária, entradas/antipasti, pratos principais/piatti unici, salgadinhos, vegetariano, verduras/verdura | Contrassegnato , , , , | Lascia un commento

Abóbora caramelada

Prato que lembra minha casa em Joaçaba e a comidinha do dia a dia. Típico do sul do Brasil, usado como acompanhamento de carnes, arroz, até de feijão, pode ser servido como sobremesa. A foto é da amiga Inovete Recalcatti, banqueteira de mão cheia!

aboboracaramelada-x

Ingredientes
1kg de abóbora (no sul usa-se a moranga cabotiá, a da casca verde)
300g de açúcar
½ litro de água
5 cravos-da-índia
2 unidades de canela em pau
3 unidades de anis-estrelado

abobora1n

Preparo
Corte a abóbora em pedaços médios, retire as sementes, mas deixe a casca.
Leve ao fogo numa panela (larga e baixa de preferência) o açúcar e a água, mexendo somente até o açúcar dissolver.
Deixe ferver por 10 minutos, até obter uma calda espessa. Enquanto a calda estiver apurando, não mexa para não açucará-la.
Acrescente os cravos e as canelas e anis e junte a abóbora com a casca virada para cima.
Cozinhe por 30 minutos com fogo baixo, até a abóbora ficar macia e bem dourada, e cuidando para não queimar, salve com gotas de água se for preciso.
Tire delicadamente da panela e coloque em uma travessa, despejando a calda por cima.

abobora2n

Pubblicato in doces/dolci, frutas, sobremesas, vegetariano, verduras/verdura | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Canederli gratinados

São bolinhos feitos com pão branco, de origem austríaca (Knödel), e muito usados no norte da Itália, na região do Alto Ádige. Fiz gratinado, mas é também servido no caldo de carne, como sopa (neste caso tire da água depois dos cinco minutos de fervura e junte ao caldo de carne). São muito gostosos e levinhos, vale a pena provar.

canedelinew

Ingredientes
50g de presunto parma
150g de pão branco cortado em cubinhos
20g de farinha de trigo
1 cebola pequena
cebolinha verde à vontade e salsinha
1 ovo
leite
sal e pimenta.
Para cobrir:
farinha de rosca
parmesão
óleo.

canederli6n.jpg

Preparo
Corte o pão sem casca em cubinhos.
Refogue a cebola picada com uma colher de óleo até ficar dourada.
Junte no liquidificador:
o pão, a cebola, a cebolinha verde, o presunto parma cortado em pedacinhos, uma pitada de sal, o ovo e bata esses ingredientes.
Junte um pouco de leite até ficar com consistência que dê para fazer bolinhos.
Faça os bolinhos, com as mãos molhadas e deixando-os bem compactos.
Leve ferver em água ligeiramente salgada por 5 minutos.
Escorra e coloque em um refratário, cubra com farinha de rosca e parmesão e leve gratinar no forno por 15-20 minutos até dourar.

canedeli3new

Pubblicato in entradas/antipasti, pratos principais/piatti unici, Senza categoria, sopas | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Cuquinha de Ameixa Preta Alemã (Zwetschgendatschi)

Receita de uma amiga alemã, é um dos bolos mais conhecidos na Alemanha, principalmente em setembro, época destas ameixas pretas pequenas e ovais (são mais secas que as outras). Faça em uma assadeira retangular, porque rende bastante. Siga passo a passo, não é difícil. Segundo a tradição alemã deve ser servida com uma generosa porção de nata batida ou chantilly. Esta cuquinha dura mais de 3 dias, para mim, fica especial no segundo dia quando o sabor e o perfume são mais intensos.

cucaameixa2
Ingredientes
Massa
125 ml  de leite morno
15 g de fermento fresco ou 1 colher de fermento seco (use conforme as indicações da embalagem)
125 g de açúcar
1 pitada de sal
1 colher de sopa de manteiga
3 gemas
300 g de farinha de trigo
Streusel a “farofinha”
125 g de farinha de trigo
80 g açúcar
1 pitada de sal
70 g de manteiga sem sal
Ameixas
500g de ameixas preta fresca (Zwetschgen) com casca cortadas em quatro
2 colheres de açúcar
canela
opcional:
chantilly para servir

ameixainteira

Para fazer a massa:
Em uma tigela misture o leite e o fermento fresco esfarelado, misturar  até que o fermento se dissolva.
[se usar o fermento seco, siga as instruções da embalagem]
Junte o açúcar, sal, óleo e ovos.
Misture bem até ficar homogêneo.
Lentamente junte a farinha e amasse, continue amassando até separar dos lados da tigela e não grudar nas mãos. A massa deve ficar bem macia, soft.
Cubra com um pano e deixe crescer por uma hora em lugar morno.
Depois, abra a massa com um rolo até a medida da assadeira, usei uma de 30×24 cm.
Unte bem a assadeira com manteiga e coloque a massa.
Corte as ameixas em quatro partes e disponha sobre a massa com a casca para baixo (para não umedecer a massa).
Deixe 1 cm nas bordas porque cresce.
Polvilhe as ameixas com açúcar e canela.

naformacrua

Agora faça o “streusel” (a farofinha).
Misture todos os ingredientes com as pontas dos dedos evitando aquecê-los excessivamente e salpique sobre as ameixas a massa.
Asse por 30-35 minutos a 180 graus até ficar bem dourada.
Deixe esfriar e corte em quadrados.

 

 

Pubblicato in doces/dolci, frutas, Senza categoria | Contrassegnato , , , , , | Lascia un commento

Biscoitos com figos

É tempo de figos!! Setembro, por aqui é fim de verão e nesta época os figos estão bem doces, parecem recheados com mel. Recebi uma cestinha cheia de figos… maravilhosos. Fiz estes biscoitinhos que são uma delícia. Ficaram sequinhos, perfeitos para acompanhar o café!! Receita para 40 biscoitinhos.

biscoito-figo1new

Ingredientes
Massa:
250g de farinha de trigo
100g de açúcar
125g de manteiga bem gelada
2 gemas
1 colherinha de fermento em pó
Recheio:
300g de figos sem casca
3 colheres de açúcar mascavo

Preparo
Para a massa, misturar a manteiga com a farinha com a ponta dos dedos até ficar como uma “areia”. Depois, misturar as gemas e o açúcar e o fermento. Misturar ligeiramente, (a massa deve ser trabalhada o menos possível) deixando-a bem lisinha e homogênea. Enrolar em papel filme e levar à geladeira por meia hora.
Enquanto isso fazer o recheio: lavar e descascar os figos delicadamente, picar com uma faquinha, colocar o açúcar, levar ao fogo por 10 minutos e deixar esfriar.
Esticar a massa com um rolo até ficar com ½ cm de altura formando um quadrado único.
Dividir o quadrado no meio.
Cobrir uma metade com o recheio (não por muito recheio) depois cobrir com a outra metade da massa.
Cortar em quadradinhos com uma faca ou uma carretilha.
Colocar em uma forma forrada com papel-manteiga.
Assar a 170 graus por 15-20 minutos até dourar.
Polvilhar com açúcar confeiteiro.

Pubblicato in doces/dolci, frutas, pães&biscoitos/pani&biscotti, Senza categoria | Contrassegnato , , | Lascia un commento

Crostata italiana

Na Itália não existe doce mais típico (não é bolo, nem torta, nem bolacha!). Simples, todo mundo adora, presença obrigatória em festinhas, ótimo a toda hora no café, lanche, festa, sempre.  Se você tem geleias caseiras em casa, não pode deixar de provar!

crostata1n

Ingredientes
250g e mais um pouquinho de farinha de trigo
2 gemas
100g de açúcar
100g de manteiga
baunilha
sal
casca de um limão
1 colherinha de fermento em pó
200g de geléia de sua preferência

crostata3n

Preparo
Massa
Coloque numa tigela a farinha e o sal e junte a manteiga, misture com os dedos até formar uma “areia” .
Bata as gemas e junte ao composto, ponha o açúcar e depois a baunilha e a casca de limão ralada.
Misture tudo rapidamente até ficar homogêneo e macio e que não grude nas mãos, se for preciso junte pouca farinha. Faça uma bola e deixe na geladeira por 30 minutos.
Preparo
Unte e enfarinhe a forma redonda.
Ponha a massa sobre um pedaço de papel manteiga e espiche com um rolo, usando um pouco de farinha.
Agora vire a massa espichada sobre a forma, ajeite bem com as mãos o fundo e as bordas da massa. Tire o papel delicadamente.
Recheie com a geléia de sua preferência e ajeite com uma colher.
Agora espiche o resto da massa e faça tirinhas. Coloque sobre a geléia formando um “xadrês” com a massa. Aperte bem nas bordas para não soltar.
Leve ao forno a 180 graus por 40 minutos. Que perfume!
Deixe esfriar e sirva!

Pubblicato in arqueologia culinária, doces/dolci, geleias, Senza categoria | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Geleia de damascos

Fazer geleia é um ótimo passatempo e uma reserva perene de presente para amigos, porque todos gostam de ganhar geleia caseira! A de damasco é a minha preferida, docinha mas não demais, típico da fruta meio azedinha e a cor é linda! Amarelo brilhante como nenhuma outra. Provar pra saber!

geldamascoNEW

Ingredientes
1 kg de damascos frescos
500g de açúcar
suco de 1 limão
Preparo
Prepare os vidros:
Ferva os vidros por meia hora e as tampas por 10 minutos em uma panela grande cheia de água, protegendo-os com panos para não quebrarem.
Quando a água ficar fria, tire com uma pinça grande e deixe escorrer bem sobre um pano de louça.
A geleia:
Lave os damascos, corte-os em pedacinhos, com casca.
Misture a fruta com o açúcar e o suco de limão e deixe repousar no mínimo por 6 horas (deixo durante a noite).
Agora leve ao fogo mexendo sempre por cerca de 10 minutos.
Passe na peneira (não muito fina) e depois volte ao fogo para adensar um pouco mais.
Faça a prova do pratinho (coloque algumas gotas para ver o ponto)
Coloque a geleia bem quente nos vidros esterilizados bem secos.
Feche-os e vire-os com a tampa para baixo e deixe assim até esfriar.
Para confirmar a esterilização, ao fazer uma leve pressão na tampa não deve fazer click clack, deve ficar bem firme.
DURA UM TEMPÃO!

Pubblicato in doces/dolci, frutas, geleias, Senza categoria | Contrassegnato , , | Lascia un commento

Tomates recheados com arroz

É um prato clássico e típico de toda Itália. Come-se no verão morno ou frio, garanto que todos italianos adoram essa comida que é típica da mamma, e cada mamma tem a sua receita particular, mudando os temperos, mas a base é essa e eu faço exatamente assim, sempre 🙂  É uma receita da clássica revista La Cucina Italiana.

tomatesarroz3

Ingredientes
6 tomates grandes
1 ½  colher de arroz para cada tomate
manjericão, salsinha, cebolinha
2 batatas médias
azeite
sal e pimenta
parmesão

Preparo
Tire a “tampinha” do tomate e com uma colherinha escave a polpa cuidando para não furar.
Bata a polpa no liquidificador e reserve.
Ponha um um pouquinho de sal dentro de cada tomate e deixe-os virados por 15 minutos.
Prepare o recheio:
Ferva o arroz com pouco sal por 5 a 6 minutos.
Escorra e misture à polpa dos tomates, tempere com sal, pimenta e os aromas.
Agora recheie-os e coloque um pouquinho de parmesão e óleo. Cubra com a tampinha reservada.
Prepare o refratário:
Unte com óleo e coloque as batatas cortadas em rodelas bem fininhas, com um pouco de sal. Por cima ajeite os tomates recheados.
Passe um fio de óleo.
Leve assar por 45 minutos a 180 graus.
Deve ficar bem assadinho, dourado!

 

Pubblicato in arqueologia culinária, arroz especial/riso speciale, vegetariano, verduras/verdura | Contrassegnato , , , , | Lascia un commento

Bolinho com damasco

Já que é o tempo da minha fruta preferida, hoje preparei estes bolinhos, também chamados muffins, com pedacinhos de damasco fresco dentro. Ficaram uma delícia, mas me dei conta que poderia ter colocado bem mais fruta dentro, na próxima farei assim. Receita simples, (com iogurte e sem manteiga) é só juntar todos os ingredientes. Pode ser feito com pêssegos, ameixas, maçãs, pera, uva etc.

bolinhodamasco2n

Ingredientes
250g de farinha de trigo
150g de açúcar
120g de óleo
2 ovos
125g de iogurte natural
baunilha
suco de meio limão
1 colher café de bicarbonato
1 colher de café de vinagre branco
1 pitada de sal
damasco (ou outra fruta) cortado em pedacinhos

Preparo
Misture os seguintes ingredientes: a farinha peneirada, a pitada de sal, o açúcar.
Faça um “buraco” e coloque o óleo, os ovos e a baunilha.
Misture tudo muito bem, com uma colher de pau.
Junte o iogurte e o suco de limão e continue a misturar (é bem fácil).
À parte, prepare o bicarbonato com o vinagre, formará uma espuma, mexa e adicione à massa.
Coloque uma colherada da massa em forminhas descartáveis, coloque os pedacinhos de damasco depois complete com mais um pouco de massa (não muita massa porque cresce bastante).
Leve assar a 180 graus por 20-25 minutos.

Pubblicato in doces/dolci, frutas, pães&biscoitos/pani&biscotti | Contrassegnato , , , | 2 commenti