Massa com pesto de rúcula

dav

 Ingredientes
500 g de massa
250g cerca 2 maços de rúcula
1/2 xícara de pistaches
4 colheres de parmesão
5 colheres de azeite
1 dente de alho pequeno
1 pimentinha vermelha 

Preparo
Enquanto a massa cozinha, prepare o pesto.
Bata no liquidificador a rúcula (não pode estar molhada), os pistaches, o parmesão, azeite, alho e pimenta. Coloque junto um cubo de gelo para não escurecer a rúcula. Bata até ficar bem cremoso, se for preciso acrescente um pouco mais de azeite.
Cozinhe a massa nos minutos indicados na embalagem, escorra separando uma xícara da água da fervura.
Escorra a massa e coloque em um recipiente (fora do fogo), junte o pesto e aos poucos a água da fervura que for necessária para deixar cremosa (½ xícara mais ou menos).
Misture tudo muito bem, controle o sal e sirva com alguns pistaches inteiros por cima.

 

Pubblicato in Senza categoria | Lascia un commento

Macarrão com molho de pato

Tem que ser chamado de macarrão, pois a receita clássica deste prato vêneto, é feita com a massa com ovos. No Vêneto usa-se o macarrão “bigoli”, fiz com tonarelli que é uma massa meio quadradinha bem parecida. O molho não tem segredo mas tem um pequenos truques para deixar mais saboroso.

pato

Ingredientes
600 g de massa com ovos (de preferência)
600 g de pato (usei sobrecoxa e peito)
1 cebola média
1 cenoura
salsão
sálvia
alecrim
½ copo de vinho tinto
azeite
sal e pimenta do reino

Preparo
Tire a pele do pato, corte em tirinhas, frite no óleo, depois reserve sobre um papel absorvente.
Pique a carne do pato em pedacinhos.
Coloque em uma panela 2 colheres de azeite e a carne do pato e deixe dourar 2-3 minutos.
Agora junte a cebola, cenoura e salsão bem picadinhos e um pouco de sal.
Acrescente o vinho tinto e deixe reduzir por alguns minutos. Junte a sálvia e o alecrim a gosto.
Deixe cozinhar pelo menos 15-20 minutos, acrescentando pouca água se necessário.
Cozinhe o macarrão com bastante água com uma colher cheia de sal.
Escorra, reserve um pouco da água.
Junte ao molho, e acrescente água da massa (se necessário) para ficar cremoso.
Sirva com as tirinhas de pele por cima e queijo parmesão de boa qualidade.

Pubblicato in arqueologia culinária, massas/pasta, Senza categoria | Contrassegnato , , , , | Lascia un commento

Bolinho de chocolate (petit gateau/ tortino di cioccolato)

Receita super fácil, sem erro. Mais fácil com as forminhas de papel manteiga ou silicone, porque não precisa untar, mas fica ótimo de qualquer jeito. Faça uma prova em seu forno, para que fique com o “coração” molinho. Asse um e depois os outros. Do forno vai direto para a mesa com o acompanhamento de sua preferência:

Pode ser acompanhado com: açúcar confeiteiro, nata batida, chantilly, frutas frescas picadinhas (laranja, morangos, mamão, melão, maçã etc). Prepare antes o acompanhamento!

tortino

Eu servi com um molhinho de framboesa, que aqui se encontra facilmente.
100g de frutas e 2-3 colheres de açúcar, e 2-3 colheres de água.
Deixe ferver por 8 minutos e depois passe na peneira e sirva com o bolinho.

Ingredientes
200g de chocolate amargo (pelo menos 50%)
125g de manteiga derretida
120g de açúcar
50g de farinha de trigo
3 ovos
1 colher de rum (opcional)
manteiga para untar as forminhas se forem necessário

Preparo
Misture a manteiga e o chocolate derretidos.
Depois o açúcar, os ovos e a farinha peneirada. Bata tudo muito bem (pode ser à mão).
Agora junte o rum ou outro aroma de sua preferência.
Coloque nas forminhas untadas.
Leve assar com o forno quente 200 graus por 8-10 minutos (no meu é 8).
Tire do forno e vire logo num pratinho para servir.

 

Pubblicato in doces/dolci, geleias, sobremesas, vegetariano | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Gnocchi al pomodoro – Nhoque com molho de tomate

Um clássico que não pode faltar no blog. Receita inspirada na prática, portanto a única questão deve ser a quantidade de farinha que depende da batata usada. Aconselho preparar antes o molho e para tirar os nhoques da panela e por diretamente no molho, não o molho no nhoque! 🙂

nhoque

Ingredientes
1 kg de batatas
1 ovo
400g de farinha de trigo (mais ou menos)
sal

Preparo
Coloque a água para ferver os nhoques em uma panela grande.
Cozinhe as batatas com casca, tire a casca e passe no espremedor ainda mornas.
Coloque o sal e o ovo.
Agora espalhe na bancada colocando aos poucos a farinha até ficar uma massa lisa e homogênea que não grude.
A quantidade de farinha depende da batata, mas tente colocar o menos possível para os nhoques ficarem macios.
Agora faça rolinhos compridos na bancada enfarinhada, e corte mais ou menos do mesmo tamanho.
Aos poucos junte o nhoques na água fervendo e salgada com um fio de óleo.
À medida que subirem à tona, retire-os com uma escumadeira e coloque diretamente no molho de tomate. Mexa delicadamente e sirva com parmesão.

Molho de tomate
400g de tomates “pelati”
3 tomates frescos bem maduros
3 colheres de azeite
½ dente de alho moído
1 colher de açúcar
sal e pimenta
manjericão

Preparo
Junte todos os ingredientes  e deixe ferver com fogo baixo por 15 minutos.

 

Pubblicato in massas/pasta, vegetariano | Contrassegnato , , , , , , | Lascia un commento

Bolachinhas de gengibre para o Natal

O sabor e perfume típicos do Natal. O açúcar mascavo dá um gostinho caramelizado. Quando sai do forno o aroma se espalha por toda a casa… uma maravilha. Receita super boa, que faço há um tempão. Para fazer bolachinhas, vale a pena investir no “papel manteiga”, o resultado é mais garantido e evita-se gorduras para untar a forma, que alteram o sabor.

dav

Ingredientes
300g farinha
130g manteiga
80 açúcar confeiteiro
80g de açúcar mascavo bem escuro
2 gemas
2 colherinhas rasas:
de bicarbonato,
de gengibre em pó
de canela em pó
de cravo em pó
1 colherinha de noz moscada e boa pitada de sal.

Preparo
Junte todos os ingredientes em uma vasilha.
Misture com as mãos muito bem até ficar homogênea.
Geralmente não precisa acrescentar mais farinha, mas depende dos ingredientes.
Agora deixe descansar na geladeira, coberta com um plástico pelo menos por 2 horas.
Abra a massa com um rolo, entre duas folhas de papel manteiga (fica mais fácil), e deixe mais espessa, não fininha.
Dê a forma desejada às bolachinhas, e leve assar a 180 graus por 8-10 minutos em forma forrada.
Ela fica crocante quando esfria, cuidado para não queimar.
Deixe esfriar e cubra com o glacê de açúcar confeiteiro.

Glacê de açúcar confeiteiro:
250 g de açúcar confeiteiro
2 a 3 colheres de leite
Coloque o açúcar em uma vasilha e junte aos poucos o líquido, pode ser leite, suco de laranja ou limão, também pode-se colocar corante de alimentos. Misture com uma colher até ficar bem denso (tudo frio). Cubra as bolachinhas e enfeite com motivos natalinos.

 

Pubblicato in arqueologia culinária, doces/dolci, Natal, pães&biscoitos/pani&biscotti | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Castagnaccio (Bolo de castanhas portuguesas)

Receita típica do outono italiano, é a apologia da simplicidade, conhecido desde 1500 nas zonas rurais da Itália e continua sendo muito apreciado. Um bolo feito só com a farinha de castanhas, e com alguns ingredientes que dão um sabor rústico de bosque, de outono, de relva. Muito particular e que deve ser provado…

dav

Ingredientes
300g de farinha de castanhas
390g de água
80g de pinoli
alecrim
80g de uva passa
1/2 copo de licor de sua preferência (usei vinho passito siciliano)
80g de nozes
25g de azeite
1 pitada de sal

mde

Preparação
Coloque as uvas passas no licor.
Picar as nozes com a faca e desfolhar o alecrim.
Peneire a farinha em uma vasilha e acrescente a água aos poucos misturando muito bem.
Junte as nozes e os pinoli (deixe um pouco para a decoração).
Escorra as uva passas e misture (deixe para a decoração).
Coloque em uma assadeira baixa e larga untada com azeite.
Decore com as nozes, pinoli, alecrim e uva passa.
Asse por 35 minutos em forno a 195º já aquecido.

 

Pubblicato in arqueologia culinária, doces/dolci | Contrassegnato , , , | Lascia un commento

Kofta – Bolinho árabe

São bolinhos de carne típicos do Oriente Médio, bem saborosos e leves, temperados com aromas de ervas frescas e fáceis de encontrar. Servido com um molhinho de iogurte, mais fácil impossível! Prático e fácil de fazer, assado no forno em menos de meia hora.

bolinhoxx (1)

Ingredientes
600g de carne moída de ótima qualidade
1 cebola média picada
4 colheres de azeite
4 colheres de sopa de salsinha e cebolinha picadas
2 colheres de hortelã fresca picadinha (se usar seca, 1 colher é suficiente)
suco de 1 limão
2 colheres de molho inglês
4 colheres de sopa de farinha de rosca
sal e pimenta preta a gosto

Molho de iogurte

75g (1 potinho pequeno) de iogurte natural desnatado
1 pitada de sal e de pimenta
suco de meio limão
2 colheres de sopa de azeite.
Cominho a gosto (opcional)
Misture tudo e sirva.

Preparação dos Kofta
Misture todos os ingredientes muito bem.
Faça bolinhas e achate como se fossem pequenos hambuguers.
Unte uma assadeira grande ou forre-a com papel manteiga.
Coloque os bolinhos e passe por cima um fio de azeite.
Leve ao forno em temperatura alta 180-200 graus.
Fica pronto em 25-30 minutos.

Pubblicato in carnes/carni, Senza categoria | Contrassegnato , , | 1 commento

Massa com camarão

Cozinhando em Roma

Uma delícia que tem gosto de férias, praia, sol e tudo mais. Para o molho ficar cremoso e saboroso, a dica é usar o tomate pelado mais o tomatinho fresco cortado em pedaços, não esqueça de colocar o açúcar para amenizar a acidez. Usei massa tipo tagliatelle, mas com massa penne ou outra também funciona e muito bem. 

massacamarao2newIngredientes
500g de massa
400g de tomate pelado em lata
200g de tomate picado fresco
1 colherinha de açúcar
1 cebola média
salsinha picada
pimentinha malagueta
4 colheres de azeite de oliva
4-5 camarões médio/grandes
400g de camarões pequenos limpos
suco de meio limão

Prepare o molho:
Aqueça o azeite e junte a cebola picadinha e deixe murchar, depois junte os tomates pelados e os frescos picados. Junte o açúcar e o sal e cozinhe por 15 minutos.
Agora acrescente os camarões pequenos (lembre-se de enxugá-los bem antes de pôr no…

View original post 116 altre parole

Pubblicato in Senza categoria | Lascia un commento

Geleia de Figos delicada

É uma receita que deixa a geléia de figos bem macia e delicada, porque os figos são cozidos sempre com o fogo baixo, sem evaporar excessivamente. Não sou fã das geleias super concentradas e duras. Primeiro se cozinha os figos com o limão e depois acrescenta-se o açúcar. Não tem erro, se quiser pode passar no liquidificador (antes de acrescentar o açúcar). Eu prefiro picadinho para ter a amada consistência.

geleia figos

Ingredientes
800g de figos maduros sem casca
casca ralada de meio limão
suco de 1 limão
300g de açúcar

Preparo
Em uma panela, colocar os figos picadinhos, a casca e o suco do limão e cozinhe em fogo baixo por 25-30 minutos mexendo de vez em quando.
Agora, junte o açúcar e continue a cozinhar em fogo baixo por outros 15-20 minutos.
Faça a prova do pratinho: coloque uma gota da geleia num pratinho, se ela escorrer lentamente está pronta. Lembre-se: quando esfria ela endurece, por isso quando está pronta fica “quase” líquida e macia.
Ainda quente coloque em vidros esterilizados e deixe esfriar fechado, com a tampa virada para baixo, para criar vácuo, assim dura por 6-8 meses.
Depois de aberta mantenha na geladeira.

 

Pubblicato in conservas, doces/dolci, frutas, geleias, Senza categoria | Contrassegnato , , , , , | Lascia un commento

Pimentas curtidas

Há muitíssimos tipos de pimenta fresca – felizmente! Malaguetas, comaris, jalapeño, de cheiro, dedo de moça, murupi etc… São tantas que só de citá-las fico com água na boca! Aqui têm alguns modos de tratá-as e curti-las.

Dicas para que durem bastante!

1. O tipo de vinagre  ou de óleo fica à sua escolha, mas o azeite melhora a conserva.
2. Os cabinhos podem ser tirados ou não, mas se usá-las inteiras, faça um pequeno corte, de comprido, para que o vinagre entre dentro das pimentas, evitando que se deteriorem, de dentro pra fora.
3. Use vidros esterilizados.
4. Abra de vez em quando o vidro das pimentas curtidas no óleo, porque se ficar muito fechado, pode criar gás.
5. Cubra todas as pimentas da conserva com o azeite, pois se alguma ficar sem o contato com esse produto, poderá embolorar e comprometer toda a conserva.
6. Mantenha a conserva bem fechada e sob refrigeração.

pimenta1x

Pimenta curtida I
Pimentas frescas
vinagre
2-3 dentes de alho
Lave as pimentas e escorra a água e enxugue bem. Misture depois as pimentas ao alho sem casca, ponha num vidro de boca larga e encha com vinagre.

Pimenta curtida II
Pimentas vermelhas secas
1 folha de louro
alho
sal
óleo ou azeite
Depois de secadas ao forno ou ao sol, bata a pimenta, alho e o sal  no liquidificador. Ponha então num vidro de boca larga, colocando a folha de louro ao lado e cubra tudo com óleo. Fica fortíssima.

Pimenta curtida III
Pique as pimentas secas e soque o alho com o sal, misture tudo e ponha no vidro com a folha e louro e cubra com o óleo.

pimenta2x

Pubblicato in conservas, vegetariano | Contrassegnato , | Lascia un commento